NACARATO | Dr. Paulo Mello Freire Nacarato




Telefone: 11 3062.2443



Estética dental e Clareamento dental

Há mais de 20 anos a Clínica Nacarato oferece o melhor em recursos e técnica para tratamentos relacionados à estética dental.

 




Uso do Laser no Tratamento Ortodôntico



1) O Laser Dental faz mal à saúde?


Absolutamente não. A literatura mostra que os tratamentos terapêuticos por meio da fototerapia vêm de antigas civilizações. Romanos, gregos e chineses, utilizavam a luz do Sol para tratar doenças como o câncer, a psoríase e até mesmo o vitiligo. O laser foi desenvolvido por Einstein a partir de pesquisas baseadas nos seus estudos sobre emissão estimulada de energia.

O laser é uma radiação não invasiva, não ionizante, muito bem tolerada pelos tecidos, e sua utilização não promove mutação genética nas células, portanto, pode ser utilizado em pacientes grávidas, pacientes portadores de marcapasso (o laser não interfere no funcionamento do marcapasso), pacientes diabéticos, etc, sem riscos à saúde.


2) Durante a Ortodontia, o Laser Dental acelera a movimentação dos dentes?


Sim. Quando se introduz uma força ortodôntica sobre os dentes, estes se movimentam as expensas de um mecanismo de reabsorção óssea e neo-formação óssea. Estudos científicos têm demonstrado que o laser dental estimula as células que reabsorvem osso e as que formam novo osso a “trabalharem” mais ativamente do que em condições normais (onde há a ausência de estimulação por laser), potencializando dessa forma a movimentação dos dentes e tornando o tratamento ortodôntico mais rápido. O laser não atua somente sobre as células ósseas, mas também sobre a síntese do colágeno, uma vez que ele interage com estruturas moleculares no interior das células, otimizando a microcirculação local.


3) O uso do Laser após a manutenção do Aparelho Ortodôntico ajuda a diminuir a dor?


Todas as pessoas que usaram aparelhos ortodônticos recordam muito bem da dor pós ativação dos mesmos, dor esta que permanece por, no mínimo 48 a 72 horas pós consulta. Para aliviá-la faz-se necessário o uso de analgésicos e por vezes antiinflamatórios.

Uma excelente ferramenta de alívio da dor é o laser dental, que após a aplicação promove a inibição da ação da enzima ciclooxigenase (responsável por desencadear o mecanismo da dor), junto a um aumento na liberação de endorfinas no líquido cefalorraquidiano, dificultando desta forma a transmissão ao cérebro do estímulo de dor.

Recomenda-se realizar no mínimo 3 aplicações para promover a diminuição da dor, uma no dia da ativação do aparelho e outras nos dois dias subsequentes.



                                                                                                                                                   voltar