NACARATO | Dr. Paulo Mello Freire Nacarato




Telefone: 11 3062.2443



Estética dental e Clareamento dental

Há mais de 20 anos a Clínica Nacarato oferece o melhor em recursos e técnica para tratamentos relacionados à estética dental.




Perguntas e Respostas


Clique nos links abaixo para visualizar os tipos de tratamento:


- Uso do Laser no Tratamento Ortodôntico

- Câncer Bucal

- Por que devemos remover as restaurações de amálgama e substituí-las por restauração
  em porcelana ou resina?



Saiba mais sobre próteses dentárias e implantes dentários


01) Nos dias de hoje e com as novas técnicas de implantes dentários, quais são os reais benefícios ao paciente?


Com as novas técnicas de implantes dentários ocorre o aumento considerável da eficiência da mastigação, principalmente nos casos de pacientes que usam dentaduras. Os implantes dentários colaboram para o aumento de sobrevida de pacientes na terceira idade devido a melhora da trituração dos alimentos, influência direta na qualidade da digestão, e contribui diretamente para a melhora da auto-estima; a colocação de implantes dentários minimiza a reabsorção do osso, processo que ocorre naturalmente e em maior velocidade quando se usa dentaduras, pontes móveis e pontes fixas.


02) Atualmente, de que material são feitos os implantes dentários e as próteses dentárias?


A maior parte dos implantes dentários são feitos de metal, o titânio comercialmente puro, e mais recentemente, surgiram no mercado implantes dentários suíços (Straumann) feitos de uma liga de titânio e zircônia, com resistência à fratura 40% a 50% maior que os de titânio, para serem utilizados em áreas com menos osso para aderência. Temos vários tipos de próteses sobre implantes, mas basicamente todas tem uma infra-estrutura metálica de metal ou de zircônia (uma cerâmica extremamente resistente), podendo ser recobertas por cerâmica – porcelana – ou resina acrílica. Estas últimas, com dentes de resina pré-fabricados, extremamente resistente e incrível semelhança com dentes reais. A indicação de cada tipo de prótese dependerá exclusivamente de cada caso.


3) Dizem que implantes dentários e próteses dentárias colaboram diretamente com a auto estima do indivíduo. Isso é uma verdade?


Absolutamente sim. Implantes dentários colaboram diretamente para a auto estima do paciente. Poder sorrir, mastigar um alimento com eficiência e sem constrangimentos é essencial para o bem estar. Se a natureza nos fez perfeitos, temos então que estar sempre cuidando de nosso maior bem, a sáude geral, e a boca faz parte deste contexto. Portanto, a ausência de um único dente é capaz de provocar sérios danos à boca e ao restante de nosso organismo. Basta imaginar a ausência de um dente frontal: como a pessoa poderá sorrir, trabalhar, viver em sociedade levando-se em consideração um problema como este, capaz de causar tamanho constrangimento? Ainda mais nos dias de hoje, em que muito se valoriza a aparência das pessoas, a estética, na vida pessoal e profissional.


4) Em quais casos as pessoas devem fazer implantes dentários ou próteses dentárias?


Em todos os casos de ausência parcial de dentes – um ou mais dentes – e total, onde a pessoa não tem nenhum dente. É importante salientar que o planejamento é uma das etapas mais importantes do tratamento com próteses dentárias sobre implantes e sobre dentes naturais, e nele se definirá o tipo de implante e prótese mais adequados a cada caso. Aconselho a todos a procurarem um profissional consciente, minucioso, que siga rigorosamente o correto protocolo, para evitar falhas posteriores, difíceis de serem corrigidas. Portanto, escolha a dedo o seu dentista! Soluções muito rápidas são falsos milagres! É preciso respeitar a biologia do ser humano e não querer acelerá-la!

Sobre estética dos dentes e clareamento


05) Qual a função da restauração estética dos dentes?


Pode-se considerar restauração estética dos dentes toda restauração em resina composta ou porcelana que, “copiando” a coloração do dente natural, torna o sorriso mais agradável e real, sendo ótimos substitutos das cores prateadas e douradas das restaurações de amálgama e ouro. Deve-se tomar cuidado ao indicar em qual dente realizar uma restauração em resina composta ou uma restauração em porcelana. Geralmente as resinas tem uma excelente indicação em cavidades pequenas, devendo as cavidades médias e grandes serem reconstruídas por trabalhos indiretos (no qual parte do trabalho é feito por um técnico laboratorial) como as cerâmicas ou porcelanas, mais resistentes e duradouras.


06) Quais as técnicas mais atuais para o tratamento de clareamento dos dentes?


O conceito de clareamento dos dentes surgiu na década de 80, com géis à base de peróxido de carbamida, usados dentro de um molde de plástico EVA (especialmente confeccionada para cada arcada dentária) por 14 noites, no mínimo. Houve uma evolução dos géis de clareamento dental, que hoje têm em sua constituição substâncias dessensibilizantes e remineralizadoras do esmalte dental. Esta técnica, apesar de antiga, é extremametne eficiente e tem um custo muito mais acessível que a de clareamento assistido em consultório. A técnica de clareamento assistida em consultório também é muito eficiente, e na maioria dos casos são necessárias duas a três sessões para se atingir um bom clareamento. Nesta utilizam-se géis com maior concentração de peróxido de hidrogênio, de 20% a 37%, podendo ou não utilizar-se uma fonte de luz, que pode ser o laser dental, o LED ou lâmpada halógena. Existem géis modernos que não necessitam de fontes de luz para o clareamento dental. Por último, a técnica que melhor clareia os dentes, no menor espaço de tempo consiste, na associação do clareamento assistido em consultório ao clareamento com gel e moldeira. Hoje em dia existem vários produtos vendidos em farmácias para o próprio paciente usar, porém a concentração dos produtos de clareamento de dentes é muita baixa e não promovem resultados significativos. Aconselho sempre realizar este tipo de tratamento com um profissional experiente e qualificado, pois antes de usar qualquer produto clareador é fundamental remover tártaro, manchas de cigarro e café, verificar se as gengivas do paciente estão saudáveis e se não há cáries e feridas nas mucosas da boca. Não se deve realizar o clareamento em gestantes e pacientes com câncer.


07) Qual a função do laser no tratamento odontológico?


O laser de alta potência é uma excelente ferramenta que proporciona uma melhora do tratamento odontológico convencional em várias especialidades, como a endodontia a laser - tratamento de canal com laser, periodontia - tratamento das gengivas e tecido ósseo que circunda as raízes com laser, implantodontia, cirurgia, no tratamento de diversas afecções bucais como o herpes simples, aftas, paralisia facial de bell, parestesia (perda de sensibilidade), e muitas outras aplicações.

Sobre tratamento de canal e periodontia


08) Em que situação o paciente precisa fazer um tratamento de canal (ou tratamento endodôntico)?


O tratamento de canal é realizado em casos de fraturas dentárias, avulsões dentárias com posterior reimplantação do elemento dental, cáries profundas, tratamentos de canal incompletos, onde os canais estão parcialmente obturados, ocorrendo a formação de áreas de reabsorção óssea ao redor do ápice das raízes, quando há problema de perda óssea lateral as raízes, comprometendo o ápice das mesmas, dentes que receberam tratamento ortodôntico (aparelho fixo) realizado com muita força, promovendo a morte do nervo e consquente necessidade de tratamento de canal.


09) Fumar aumenta o acúmulo de placas nos dentes?


A nicotina e os vários componentes químicos do cigarro aderem de tal forma à estrutura do esmalte e da dentina, formando uma crosta áspera que proporciona o acúmulo de mais placa bacteriana e consquentemente mais tártaro nos dentes ou cálculo dental. O fumo também provoca câncer de boca, portanto não fume!

Sobre cuidados com os dentes

10) Qual é o procedimento ideal para cuidar bem dos dentes?


Usar o fio dental, a escova interdental e aescova dental no mínimo 3 vezes ao dia. O ideal é escovar os dentes no máximo até 30 minutos após as refeições, pois neste período a placa bacteriana pode ser removida com mais facilidade pois ainda está imatura. Pode-se lançar mão de soluções para bochechos, porém aconselho que não contenham álcool na composição, pois o uso prolongado de bochechos com álcool pode ser um fator predisponente ao câncer bucal. Deve-se também ter especial cuidado com a alimentação, procurando-se evitar uma dieta rica em carboidratos e açúcares, que são responsáveis por um aumento no índice de cáries e doenças gengivais, pois aderem firmemente ao substrato dental e são difíceis de ser removidos. Abusar das frutas, verduras e alimentos fibrosos, e beber pelo menos 2 litros de água por dia são hábitos extremamente saudáveis para a boca e o funcionamento de todo organismo.


11) Minha gengiva sangra com facilidade. Que tipo de problema eu posso ter?


Se a sua gengiva sangra com facilidade você pode estar com problema periodontal, ocasionado pelo acúmulo de placa bacteriana, tártaro, má higiene oral, próteses e restaurações mal adaptadas, com excesso ou falta de material. Nesses casos há um aumento do número de bactérias causadoras da gengivite - inflamação das gengivas e da periodontite - estágio mais avançado da inflamação gengival com perda óssea. Durante a fase gestacional é comum haver aumento no índice de sangramento da gengiva, devido as alterações hormonais desta fase. Em situações de “stress” agudo também pode ocorrer sangramento acentuado, ocasionando a vulga “GUNA” (gengivite úlcero-necrosante aguda), que se não for tratada rapidamente promove sérios danos à estrutura periodontal dos dentes.


12) Como posso inibir o mau hálito e evitar situações embaraçosas?


Entre 80% e 90% dos casos de mau hálito tem origem na língua. Portanto é fundamental usar raspadores específicos para a limpeza ou higienizá-la com a escova. O odor desagradável é consequência da decomposição dos resíduos alimentares e da placa bacteriana, devido à volatilização de compostos sulfídricos (enxofre). Próteses e restaurações dos dentes com má adaptação também contribuem com o mau hálito, pois permitem o acúmulo de resíduos alimentares impossibilitando sua remoção com escovas ou fio dental. Xerostomia - boca seca, cigarro e bebidas alcoólicas provocam muito mau hálito. Portanto, para evitar o mau hálito deve-se ter bons hábitos alimentares, beber muita água, escovar os dentes e passar fio dental no mínimo 3 vezes ao dia, higienizar a língua com a escova dental ou com raspadores linguais, não fumar e visitar o dentista regularmente, de 4 em 4 meses.


13) Nos tempos de hoje contamos com inúmeras marcas de pastas dentais, enxaguantes bucais e fios dentais. O que devo procurar na hora de comprar esses produtos?


No caso de enxaguantes bucais, todas as marcas disponíveis são confiáveis, porem aconselho utilizar um enxaguante sem álcool, pois o álcool resseca a mucosa da boca, e seu uso prolongado pode levar à formação de câncer. Com relação aos cremes dentais, idem. Existem pastas dentais especiais que auxiliam na recuperação das gengivas, na dessensibilização de colos dentais, na prevenção da formação do tártaro ou cálculo dental, na manutenção de dentes clareados em consultório, cremes dentais para pessoas com xerostomia (boca seca ocasionada por radioterapia, terceira idade, medicamentos que ressecam a mucosa bucal) e nos USA e Europa cremes dentais próprios para pessoas que tem implantes dentários. Existe também uma enorme variedade de fios dentais, escovas dentais e inter-dentais, escovas específicas para limpar próteses totais (dentaduras), próteses sobre implantes, aparelhos ortodônticos, e cabe ao dentista orientar cada paciente sobre qual produto e marca utilizar.